terça-feira, 11 de dezembro de 2012



Ao pensar em você

Acreditava que algo eu sentia,
parece que só rimo devido a sua simpatia,
ao te ver, na sua direção eu ia,
mas sabendo que te que quero, para outro lado eu corria.
sabe o que mais eu queria dizer e não dizia?
que sem sua presença;


a tristeza se instalaria;
seu sorriso faltaria;
mais uma vez o tempo se dividiria;


entre minhas obrigações e os pensamentos provindos do teu humor;
seria eu, capaz de conseguir um sorriso seu, através do meu clamor?
 

 seria uma manifestação de um sentimento, senão o amor?

Eu achava que sabia, que queria, mas na verdade, não mereço, não Merecia.

domingo, 9 de dezembro de 2012



Cada dia, um novo pensamento, uma nova tristeza e uma nova Poesia.

É um descontentamento, ou uma Alegria?
uma forma de pensar, ou mania?
de achar que sinto agora ou de que sentia?
de que você me faz sentir falta,
ou de que te quero mais longe, extraída (de mim), por sangria?
achando que sou poeta, escrevendo estes versos, por nostalgia;
Cada dia, vejo agora, sinto falta da paixão, que outrora me Corroía.